Blog Primaza
Como Criar Gado para Exportação

Gado para exportação: quais são os principais cuidados?

Veja, neste post, quais são os cuidados necessários ao criar gado para exportação. Também, qual é a importância da identificação animal e do Sisbov nesse processo.

Criar gado para exportação é uma das atividades mais valorizadas no Brasil. Devido ao alto índice de consumo de carne no país e agora, com exportação maior à China, a atividade pecuária têm chamado ainda mais atenção dos fazendeiros.

Quando falamos em criar e exportar gado muitas pessoas pensam que essa é uma atividade complicada e onerosa. Mas, será que isso é mesmo verdade?

Veja, neste post, por que investir na criação de gado para exportação é uma opção rentável para o produtor e quais são os cuidados necessários para criar e exportar bovinos. 

Também veja porque a identificação animal e o Sisbov (Sistema Brasileiro de Identificação Individual de Bovinos e Búfalos) são importante para garantir a qualidade dos produtos. 

Confira!

 

Criação de gado para exportação: por que investir?

Um das principais vantagens de se trabalhar com a criação e exportação de gado é o lucro. Isso porque a carne é um produto bastante valorizado e a procura no mercado interno e externo é grande.

Como o setor de agronegócios e a agropecuária recebem vários incentivos do governo, o produtor que decidir trabalhar com o gado consegue garantir preços mais acessíveis para investir e aumentar a sua margem de retorno.

Ou seja, a atividade pecuária pode ser mais vantajosa do que a maioria pensa. 

Mas é claro que assim como todo e qualquer negócio, a criação de gado também exige cuidados e precisa ser administrada corretamente. Do contrário os resultados podem não aparecer e os prejuízos podem ser enormes.

Abaixo, confira quais são os cuidados necessários para criar e exportar bovinos.  

 

Como criar gado para exportação?   

Tenha um planejamento

Antes de qualquer coisa o produtor precisa entender que é preciso montar um planejamento. Dessa forma, deve colocar no papel o tipo de gado que será criado, o local em que será realiza a atividade pecuária e principalmente como funcionará o processo de levar o produto até o mercado externo.

Ter um planejamento bem estruturado vai auxiliá-lo a avaliar o que pode ser rentável ou não e, dessa forma, ajudá-lo a manter os investimentos sob controle. 

 

Escolha a área para criar o gado

O segundo passo é escolher um território adequado para comportar todos os animais. Assim sendo, o ideal é que o produtor defina uma localidade de acesso fácil, com fontes de água próxima e pasto de qualidade.

 

Adquira as instalações e ferramentas certas

Toda atividade depende de uma boa infraestrutura e ferramentas, certo? E na criação de gado para exportação isso não seria diferente.

O produtor deve investir em cercas para impedir que os bovinos se percam e em infraestrutura para abrigar os animais. Também deve contar com equipamentos para vacinação e manuseio do feno, comedouros e bebedouros, entre outros.

Assim que escolher as ferramentas para a atividade o produtor precisa certificar que esses ativos são de qualidade. Isto é, que irão atender todas as necessidades da fazenda. E, quanto ao local para a manutenção do gado, esse deverá ser limpo e espaçoso o suficiente para acomodar os animais.

 

Selecione as raças para criação

A qualidade da carne e o sucesso do empreendimento vão depender muito da raça do bovino. Como o processo de exportação é exigente quanto à qualidade do produto, o ideal é que o produtor opte por raças que sejam conhecidas e, portanto, possuem boa reputação no mercado. 

   

Manejo nutricional

O manejo nutricional é uma das questões que mais exigem atenção. Afinal, o gado precisa de uma boa alimentação para que se desenvolva corretamente, concorda? Essa alimentação deve acontecer regularmente, de maneira equilibrada e ser rica em nutrientes.

E caso o produtor não saiba como funciona essa etapa, ele pode chamar um veterinário para auxiliá-lo.

 

Mantenha o gado saudável

O sucesso da atividade pecuária também depende da saúde do animal. Afinal, quem vai querer comprar o produto se a carne não tiver uma boa qualidade?

Manter o gado saudável é importante para oferecer um produto que seja adequado e que atende às exigências do mercado. 

Além disso, também é importante para estabelecer um nível de confiança entre o produtor e comprador, e impedir que o animal adoeça e acabe gerando prejuízos.

 

 

Identificação Animal Sisbov
Investir em identificação animal é importante para administrar seu rebanho de exportação.

Administração do gado

Sim, o gado também precisa ser administrado. Se o objetivo é exportar a carne, as exigências quanto a qualidade dos produtos são altas. Então é crucial que o produtor tenha uma rotina de cuidados e gerenciamento.

Para administrar os animais corretamente, o ideal é que o produtor crie métodos de controle para saber com precisão qual é o total de cabeças de gado na propriedade bem como para acompanhar o desenvolvimento de cada animal.

O produtor de gado pode elaborar relatórios e investir na identificação animal para ter maior controle sobre as vacinas, idade aproximada e como os bovinos se comportaram desde que chegaram na fazenda.

Como a criação e exportação de gado possui um controle sanitário extremamente rigoroso, o produtor precisa certificar que os seus animais têm origem confiável e que todos os seus produtos são de qualidade. 

O Sisbov (Sistema Brasileiro de Identificação Individual de Bovinos e Búfalos) serve para identificar, registrar e monitorar, individualmente, os bovinos e bubalinos nascidos no Brasil. 

Constitui-se de uma série de ações, medidas e procedimentos para caracterizar a origem, o estado sanitário, a produção e a segurança dos produtos de origem bovina ou bubalina, objetivando regulamentar o rastreamento no Brasil.

 

Brinco para gado: por que esse item é importante?

Os brincos para gado ajudam na identificação animal, mas suas funcionalidades são muito mais complexas. Ao mesmo tempo que ajuda na identificação, essa tecnologia também auxilia o produtor a monitorar de perto o desenvolvimento de cada bovino. 

Ao acompanhar a evolução dos seus animais, o produtor consegue certificar que o gado destino à exportação é confiável. E, como resultado, ver a procura por seus produtos crescer e o seu lucro aumentar.

 

Gostou do tema? 

Viu só como criar gado para exportação não precisa ser uma atividade tão complicada? Basta tomar os cuidados necessários para garantir que os produtos sejam confiáveis e tenham mesmo qualidade. 

Se você não sabe o que é o Sistema Brasileiro de Identificação Individual de Bovinos e Búfalos, clique aqui para saber mais sobre como o Sisbov funciona e qual é a sua importância. Ou, se preferir, conheça nossos produtos para descobrir qual é o brinco para gado ideal para o seu negócio.

Deixe uma resposta

  • E-mail contato@primaza.com.br
  • Orçamento (55) 98154-0054
  • Pós-Venda (55) 3375-8443
  • Endereço
    Avenida Presidente Kennedy 3400, Bairro Arco-Íris
Open chat
Fale conosco
Powered by